terça-feira, 17 de março de 2015

A luz que não se apaga...

Lembram-se das lamparinas feitas de uma planta, que a Teresa chamou lamparinas de Caná? Cheguei a distribuir alguns pezinhos para ver se davam raiz para colocar em terra, mas parece que nem um pegou... Num próximo encontro quero ver se me lembro de levar umas partes da planta, para quem quiser, mas desta vez com raízes...É uma benção, de fato, esta planta. Iluminamos o nosso cantinho de oração durante a oração familiar com ela a custo zero. A luz é tão forte e viva que parece que não se apaga....


Andava perdida a nossa base de cortiça para colocar a lamparina. Com a base de cortiça não corremos o risco de ela mergulhar no azeite e apagar-se. Fiquei tão contente quando a encontrei!




Que nos nossos cantos de oração  nunca  falte a luz que ilumina as nossas preces, simbolo da chama viva que deve arder no nosso coração rumo a Deus... E como as crianças gostam de soprar a lamparina para a apagar quando a oração termina!

3 comentários:

  1. Fica mesmo bonita, a chama, Rute! Se puderes preparar-nos um vasinho com a planta, depois só precisamos de transplantar! Bjs a todos! Continuamos unidos em oração nesta Luz divina que nos envolve, Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ok, Teresa. Fica combinado! Unidos em oração
      Bj Rute

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar